Cabelo, Maquiagem

L’Oreal irá usar pele humana 3D para fazer as suas pesquisas :D

Oi oi oi suas lindas do meu ❤

Hoje vim dar uma noticia boa depois de tanta coisa ruim…

Antes disso quero pedir novamente desculpas pela minha ausência, quem acompanha o face e o instagram já sabe que depois de toda luta minha bebê Kyra virou estrelinha, ela estava sofrendo muito e agora esta brilhando no céu, então somos eu e Kelly agora, ainda estou muito abalada mas tentando superar…

Tenho muita coisa nova e legal pra contar, claro que aquela coisa mais fodafodastica ainda não posso falar maaaaaaaaas to querendo gritar pro mundo ❤ ❤ ❤

885x592-c7c69e4856d5ffd560a8b16149c8f8c6-20150519093350

maaaaaaaaaaaaa vamo laaaaa…

A L’Oreal está se associando à startup Organovo, e a razão disso é a melhor possível: ela pretende realizar os testes para testar seus produtos em pele humana impressa em 3D (uma das especialidades da startup, que trabalha com impressão de elementos orgânicos). Essa não é a primeira vez que a empresa busca uma alternativa aos testes em animais, sendo que nos anos 80 ela começou com seus experimentos para cultivar derme.

O vice-presidente mundial de tecnologia incubadora, Guive Balooch, afirmou em declaração: “Somos a primeira empresa de beleza que trabalha com a Organovo”. Atualmente as peles são cultivadas a partir de tecidos doados por pacientes de cirurgias plásticas na França. Com essa associação, eles pretendem agilizar o processo para que tudo esteja certo e pronto para uso nos próximos cinco anos.

Essa não é a primeira incursão da L’Oreal na produção de pele. Tentando evitar as experiências com animais, a empresa começou a cultivar derme nos anos oitenta. Na verdade, em Lyon (França) há laboratórios do tamanho de três piscinas olímpicas, dedicados integralmente ao cultivo e análise de tecidos humanos. Ao redor de 60 cientistas trabalham no lugar e são cultivadas mais de 100.000 amostras de pele anualmente. O que significa, aproximadamente, cinco metros quadrados de pele por ano – 54 pés quadrados –, que equivalem à pele de uma vaca. Cada amostra tem o tamanho de 0,5 centímetros quadrados. A mais gorda possui 1 milímetro de espessura.

Usando o método atual, as amostras de pele são cultivadas a partir de tecidos doados pelos pacientes de cirurgia plástica na França e depois são cortadas em fatias finas, que são desmembradas em células. As células são colocadas em bandejas, alimentadas com uma dieta especial, patenteadas e expostas a sinais biológicos que irritam a pele real. “Criamos um ambiente que é o mais parecido possível ao do corpo de uma pessoa”, conta Balooch. “Demora cerca de uma semana para formar uma amostra”, acrescenta, “pois a pele tem diferente camadas e é preciso cultivá-las em série”.

Com a ajuda da Organovo, com sede em San Diego, a L’Oreal tem como objetivo agilizar e automatizar a produção de pele nos próximos cinco anos. A pesquisa para o projeto acontecerá nos laboratórios da Organovo e no novo centro de pesquisa da L’Oreal na Califórnia. A L’Oreal fornecerá sua experiência em pele e todo o financiamento inicial, enquanto a Organovo, que já está trabalhando com empresas tecnológicas como a Merck para imprimir tecidos de fígado e de rins, fornecerá a tecnologia.

1384289478_726164_1384291100_noticia_normal

A tecnologia da estética

A L’Oreal, que é mais uma empresa de tecnologia do que a maioria das pessoas imagina, gasta ao redor de 3,7% do que ganha – mais de 1 bilhão de dólares por ano – em pesquisa e desenvolvimento. Aproximadamente o dobro da média da indústria, afirma a analista da Bloomberg, Deborah Aitken. Um exército de cerca de 3.800 cientistas da L’Oreal, em quase 50 países, trabalha na criação dos avanços da beleza. À disposição deles há máquinas especialmente criadas que fazem tarefas como lavar o cabelo várias vezes ou fornecer imagens 3D de células que mostram diferentes materiais como o colágeno e a queratina.

A L’Oreal terá direitos exclusivos sobre a pele impressa em 3D desenvolvida com a Organovo para todos os usos relacionados com a venda sem receita de produtos para o cuidado da pele. A Organovo conservará os direitos dos modelos de tecido para os testes de eficácia de remédios com receita, testes de toxicidade, e o desenvolvimento e os testes dos tecidos terapêuticos ou transplantados cirurgicamente.

Demais né?!!! Eu e Kellynha agradecemos ❤

2015-05-23 13.18

Espero que tenham gostado, e não esqueçam de seguir o blog nas redes sócias pra não perder nada nada nada.

download  download (1)  images images (1)

esse

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s